422px

28 de janeiro de 2016

A mala vermelha

Os aeroportos são locais cheios de histórias pra contar, né? Das minhas passagens por lá, não havia ainda acontecido nada de diferente, até então.

Pra não passar por esta vida sem uma “história de aeroporto” pra contar, eis que essa semana, ao buscar minha filha de uma viagem, algo curioso aconteceu. Eu a esperava no portão de desembarque quando vi um cidadão vindo com uma mala idêntica a dela.

Comentei com meu esposo: “Essa mala é da Jéssica!” Lógico que ele resistiu e disse: “Existem milhões de malas iguais...” Eu não me conformei e disse pra ele ir atrás do homem porque poderia sim ser a dela. E Ele foi um pedaço e desistiu, pois achou que estava indo em vão. Tinha esperança que a mala não fosse a dela.

Por fim, lá vem a Jéssica, depois de todos os passageiros do mundo terem saído do portão, vinha ela toda triste porque não encontrou a mala, dizendo que ficou apenas outra mala vermelha na esteira... ouvimos isso e saímos correndo como loucos atrás do tal homem!!!!


Obviamente, não o encontramos mais. Se perdeu na multidão e foi embora com a mala dela. Então, fomos aos atendentes da companhia aérea, pedir orientação pois obviamente que o “ser distraído” trocou as malas uma vez que outra mala vermelha ficou na esteira. Primeira notícia nada boa: o contato que tinham do tal passageiro era da agência de viagens na qual o cidadão comprou a passagem e que, por sua vez, aquele horário não estavam em atendimento. 

Pronto! Pensamos: "só vamos resgatar a mala amanhã" (a essa altura já era quase meia noite). E, de fato, no dia seguinte começa a maratona atrás do "homem da mala vermelha". Primeiro contato da companhia aérea com a agência não teve sucesso, pois informaram que não poderiam passar os dados do cliente... Me informaram isso e não me conformei. Pedi o contato da agência e, pra minha surpresa, também não quisera me dar porque iriam resolver.

Humpf!! A essa altura (tipo umas 10:00 hs da manhã), eu já estava agoniada porque ninguém me dava uma informação correta e a minha filha na maior tristeza porque estava com a intuição de que nunca mais iria ver suas coisinhas...

Só sei que fiz uns dez contatos com a companhia aérea até que, enfim, o homem me liga pra dizer que estava com a mala. ALELUIA!!!! Cheguei a ficar até com uma peninha dele, pois me pediu desculpas um milhão de vezes, todo sem jeito. Disse que ficou muito mal quando percebeu que a mala não era dele e que iria devolver o mais breve possível. Ou seja, ainda existe gente boa nesse mundo (e distraída, diga-se de passagem). 

Pensei com meus botões: Você utiliza uma mala vermelha para diferenciá-la e destacá-la das demais que são pretas ou, no máximo, azul-escuro, mas incrivelmente, outra pessoa pensa como você. Mais incrivelmente ainda, essa pessoa acredita que só existe a mala vermelha dela!

Moral da história: Sempre vai ter alguém roubando suas ideias... e levando suas malas. hahahaha

Imagem da Internet


Ps. A saber, ele devolveu a mala no dia seguinte a tarde. 

Beijos,
Dalva

6 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkkkk num é prar rir mas é meio cômico...
    Bom eu quando viajo ponho fitinhas isso mesmo, fitinhas coloridas para identificar.
    E na primeira internacional que fiz passei aquele plástico do aeroporto ida e volta é mais fácil a identificação apesar do preço kkkk acho que foi R$ 30,00 por ela foram 3kkkk.
    Só que quase ninguém põem mesmo viajando pra fora kkkk ai com as fitas e o plástico num tem erro.
    Mas sempre tem alguém com a cabeça na luakkkkkkk
    Beijus pra ti!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jenny!!!!
      De fato, cômico!! Povo anda no mundo da lua mesmo kkkkk
      Mas adorei suas dicas! Da próxima vez, vou colocar fitinhas, plástico e até fazer uma prece pro São Longuinho! Hahahaha
      Beijinhos

      Excluir
  2. Eu sou péssima pra arrumar mala, a pior de todas.

    http://alinesecretplace.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Aline linda!!
      Modéstia a parte, sou ótima "arrumadora de malas"! Haha
      Por isso, minha filha, sempre pede para que eu faça as dela... rsrs

      Beijinhos

      Excluir
  3. Hahahah realmente, perder a mala não é uma sensação agradável.. Mas no fim da tudo certo!!

    Beijoios

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simmmm depois de muito sufoco, tudo se resolve. ;)

      Bjs

      Excluir

Se gostou, deixe aqui o seu comentário.